É o canal de informações, notícias, utilidade pública, alertas, convocações, manifestos, artigos, opiniões, fotos e charges pertinentes ao Quadro de Oficiais do Quadro de Nível Superior da Brigada Militar do RS. Será administrado com ética e respeito às autoridades, às demais categorias e ao comando da Brigada Militar.

“MULTUM ENIM ADICIT SIBI VIRTUS LACESSITA”.Sêneca.

A FRENTE

terça-feira, 31 de agosto de 2010

ELEIÇÕES 2010 - Candidatos favoritos ao governo do RS desprezam evento e revoltam servidores públicos do RS



Servidores repudiam a ausência de candidatos em Painel - Samir Oliveira - Jornal do Comercio - RS; Notícia da edição impressa de 31/08/2010 - também no portal da ASSTBM.

Cerca de 600 servidores públicos do Estado revoltaram-se contra os três candidatos mais bem colocados nas pesquisas ontem durante um evento no Hotel Embaixador, em Porto Alegre. O ato organizado pela Federação Sindical da categoria (Fessergs) deveria ter sido um painel com postulantes ao Palácio Piratini, mas, diante da ausência de José Fogaça (PMDB), Tarso Genro (PT) e Yeda Crusius (PSDB), converteu-se em uma plenária de protesto ao não comparecimento dos convidados.

A direção da Fessergs comunicou aos trabalhadores às 14h30min que tinha sido informada na manhã de ontem sobre a ausência dos concorrentes. O presidente da entidade, Sérgio Arnoud, exibiu uma carta enviada pela coordenação da campanha peemedebista às 11h45min para desmarcar o compromisso.

"Agendamos o encontro em 19 de julho e só agora vem esse aviso. Estamos indignados com a covardia e a falta de respeito com o funcionalismo", esbravejou, ao som das palmas da plateia, composta de filiados aos 13 sindicatos que compõem a federação, além de integrantes das associações de nível médio da Brigada Militar.

Arnoud destacou que Tarso não avisou sobre o não comparecimento ao painel. "Vimos pela agenda publicada nos jornais que ele tinha outro compromisso", recriminou. A assessoria da campanha petista nega a versão do dirigente e assegura que nunca foi confirmada a presença de Tarso, acrescentando que no dia 24 de agosto foi enviado um e-mail à Fessergs reiterando que o candidato não poderia comparecer.

De acordo com a entidade, Yeda foi a única que havia informado, ainda na quinta-feira passada, que não poderia ir. Pedro Ruas (P-Sol) permaneceu na entrada do hotel para panfletear aos participantes, e Carlos Schneider (PMN) acompanhou o evento sem se pronunciar. Como o encontro estava sendo transmitido via internet e terá veiculação em rádio e televisão, a organização optou por não permitir que nenhum candidato se expressasse devido à ausência dos demais. O presidente da Associação de Cabos e Soldados da BM, Leonel Lucas, era um dos mais exaltados. "Estou tremendo de raiva, são uma cambada de irresponsáveis", vociferou, alfinetando Fogaça. "Fiz mais de 20 ligações tentando convencê-lo a vir. Nunca vi alguém que está em segundo lugar se recusar a debater."

O cancelamento da agenda do peemedebista ocorreu na manhã de ontem devido a reuniões marcadas com entidades do setor imobiliário. No documento entregue à Fessergs, Clóvis Magalhães, um dos coordenadores da campanha, reiterou que Fogaça está disposto ao diálogo em outra ocasião.



COMENTÁRIO DO BENGOCHEA
- A BRIGADA MILITAR PARECE QUE AGORA TEM ATÉ GENERAL!? DEVE TER HAVIDO UM RUIDO DE COMUNICAÇÃO. ESTE DESPREZO MOSTRA O NÍVEL DE IMPORTÂNCIA QUE O SERVIDOR ESTADUAL TEM PARA SEUS POLÍTICOS. ELES SÓ QUEREM SERVIDORES PÚBLICOS PARA A MILITÂNCIA POLÍTICA EM TROCA DE CARGOS E PRIVILÉGIOS, ESQUECENDO OS VALORES E ANSEIOS DO COLETIVO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário